ANÁLISE DE ÁGUAS RESIDENCIAIS

Muitas pessoas questionam o porquê de se realizar análise de água, sendo que a grande maioria já possui água tratada em suas residências que são distribuídas pelas abastecedoras de águas (CASAN, SAMAE, entre outros).

Você pode observar que até na própria fatura de água constam a relação de alguns ensaios (análises) já realizados pelas empresas de tratamento de água, no qual atestam se as análises realizadas correspondem com o padrão previsto pela legislação.

Então por que analisar a água de minha residência se já é tratada?

Em muitos casos, a água ofertada a população sai da abastecedora (já tratada) e então passa por diversas tubulações até chegar em nossa residência. Após chegar em nossa residência são armazenadas em caixas d’água ou reservatórios, ou utilizadas da rede direto da rua.

Logo, pode haver alguma contaminação no percurso da água até nossa residência ou até mesmo de acontecer alguma contaminação em nossa residência. Por exemplo: a água armazenada em caixa d’água, se não houver um cronograma de limpeza deste reservatório, pode haver a deposição de materiais sólidos, proliferação de microrganismos, entre outras alterações.

É primordial que seja mantido esta limpeza do reservatório e em conjunto que seja realizado uma análise padrão da água (parâmetros essenciais) que usufruímos.

Os parâmetros de investigação vão de encontro a nova Portaria de Potabilidade (Portaria n° 888/21), que dispõe dos parâmetros e limites máximos permitidos para cada parâmetro.